Cabelos saudáveis: cuidados e autoestima

thumbnail

A história nos mostra como o cabelo pode ser considerado um símbolo para ambos os sexos: de força para o homem e de sedução para a mulher. Temos dois bons exemplos na figura do Sansão, herói bíblico que tinha sua enorme força devido aos seus cabelos longos e de Afrodite, deusa grega que esbanja sensualidade com os cabelos que cobrem seu corpo. 

Desde então, ter um belo cabelo traz consigo os ideais de beleza, jovialidade, status social e força. Ele também é uma forma de mostrar ao mundo a sua personalidade única, além de acabar expressando, mesmo que de forma não proposital, como nos sentimos, nossas mudanças internas, etc. 

Dessa forma, acaba sendo um consenso geral que estar bem com o nosso cabelo ajuda a estarmos bem conosco. Problemas como queda de cabelo, falta de brilho e cor, ou até mesmo a falta de um bom corte, acabam afetando nossas relações sociais, profissionais e tendo grande impacto na nossa autoestima. 

Fatores que causam problemas para o nosso cabelo

Falta de Sol

Com a chegada do frio há uma tendência maior para problemas como a queda dos fios, já que a luminosidade natural e as temperaturas caem, e acabamos optando por ficar em lugares fechados. A ausência da exposição solar inibe a produção de vitamina D fazendo com que as células produtoras de melanina diminuam a criação desse pigmento, deixando o cabelo com menos brilho, trazendo um aspecto não tão saudável. Em outro artigo, eu falo sobre a importância da Vitamina D, clique aqui para lê-lo. 

Banhos muito quentes

Na época de outono e inverno também há o costume de tomar banhos cada vez mais quentes, o que retira a oleosidade presente na raiz e acaba agredindo o couro cabeludo. O correto é lavar os cabelos com a água de morna para fria.

Poucas lavagens

Além de banhos quentes, acabamos lavando os cabelos com menos frequência. Isso aumenta a oleosidade, o que gera um acúmulo de fios que vão se soltar na lavagem seguinte. Esse excesso favorece a perda precoce do cabelo, além de causar algumas doenças no couro cabeludo, como a dermatite seborreica.

Problemas na tireoide

O  hipotireoidismo e hipertireoidismo podem causar queda de cabelo. Esses distúrbios na tireoide são diagnosticados através de exames laboratoriais e, se forem devidamente tratados, é possível reverter a queda de cabelo.

Estresse

E, claro, não podemos deixar de fora o fator número um de todos os problemas de pele, o estresse. Além de ser mais um agente na aparição da dermatite ele pode acentuar a queda dos fios.

Alimentação: o segredo que vem de dentro pra fora

A beleza exterior dos nossos cabelos está ligada aos nossos hábitos alimentares. Cabelos quebradiços, secos e sem vida, podem indicar falta de nutrientes. Alimentos que auxiliam a produção de queratina (proteína que ajuda a formar os cabelos), as vitaminas A, as do complexo B – dentre elas, a biotina, ácido fólico, C, E e os minerais como zinco, selênio, ferro e cálcio ajudam a manter o seu cabelo saudável. Por isso é fácil perceber que quando há deficiência de cálcio ou anemia, por exemplo, a pessoa acaba ficando com cabelos mais fracos.

Alguns exemplos de alimentos que vão ajudar a manter seu cabelo saudável

A cenoura oferece dois nutrientes, o betacaroteno e a vitamina A. Eles atuam evitando a queda e ajudando na nutrição das células do couro cabeludo, respectivamente. O espinafre também é ótimo, pois é rico em ferro e combate a fraqueza capilar. Já a aveia tem muitas vitaminas do complexo B e zinco, além de conter silício que é o mineral capaz de estruturar a queratina. 

O ovo, a soja são ótimas fontes de proteína, que é um nutriente importantíssimo para o cabelo. Se há falta de proteína, o organismo acaba não conseguindo produzir novos fios para substituir os que caíram. Seus baixos níveis no organismo também causam alteração no pigmento e na textura, podendo deixar seu cabelo sem cor, mais seco e mais fraco. 

Se você ainda não tem o costume de ingerir oleaginosas, pense em adicionar a castanha-do-pará no seu cardápio. Ela é rica em zinco, que é responsável por evitar que seu cabelo fique fino, quebradiço e sem brilho. 

Suplementos

Como infelizmente não temos como adaptar todos os alimentos necessários na nossa rotina, o ideal acaba sendo fazer a suplementação das vitaminas que precisamos. Algumas excelentes opções são: 

Biotina

Ela é uma vitamina do complexo B e assim como outras vitaminas deste complexo, a biotina está relacionada ao metabolismo das gorduras, carboidratos e proteínas. Ela também é essencial para a saúde da pele, unhas e cabelos. A sua ausência pode causar a queda de fios e também fazer com que fiquem enfraquecidos. 

Ácido Pantotênico

O Ácido Pantotênico ou vitamina B5 é conhecida por ser benéfica no tratamento do estresse e ansiedade crônica. Uma dieta saudável deve conter uma quantidade adequada desta vitamina para garantir um bom funcionamento de todos os sistemas e órgãos.

No nosso corpo, ela é responsável pela produção de neurotransmissores do cérebro, fabricação de esteroides e a extração de gorduras, proteínas e outros nutrientes. Quem consome alimentos ricos em ácido Pantotênico costuma ter cabelos mais fortes e longos.

Silício 

Conforme envelhecemos, vamos perdendo a capacidade de absorver o silício dos alimentos. Com baixos níveis de silício no organismo, começamos a ver o enfraquecimento da matriz extracelular da pele, de onde vêm o colágeno, a elastina e o fio de cabelo. Por isso, eles acabam não sendo produzidos da mesma forma que antes. Assim, o cabelo acaba tendo uma propensão a ficar mais fino e cair com mais facilidade. 

Essas foram algumas informações para que você consiga manter o seu cabelo sempre forte e brilhoso e a sua autoestima cada vez mais lá em cima!

Um beijo e gratidão.

Sou Nanda Carvalho, farmacêutica e professora por vocação e apaixonada por aprender, conhecer, ensinar e informar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
error: O conteúdo está protegido !!