Porque usar fotoprotetor oral em cápsulas

thumbnail

O QUE FAZ UM FOTOPROTETOR ORAL?

Primeiramente, é bom esclarecer que  o fotoprotetor oral não substitui o uso do protetor solar tópico;  ele surgiu para potencializar os efeitos do protetor solar, como prevenção dos danos à pele, envelhecimento, aparecimento de manchas, doenças de pele como o câncer e também para melhorar o resultado do bronzeado.

POR QUE DEVEMOS NOS PROTEGER DOS RAIOS SOLARES?

A exposição excessiva aos raios solares causa sérios danos à pele por estimular a produção de radicais livres. Para combater este efeito, os fotoprotetores orais são compostos de substâncias com poder antioxidante (antiradicais livres), em sua maioria, de origem natural como o Polypodium leucotomos e/ou picnogenol.

A oxidação causada pela exposição ao sol promove mutações no DNA celular e por isso causa doenças como o câncer, manchas na pele como o melasma e o envelhecimento da pele. Estudos sobre o uso regular de antioxidantes já demonstraram que estes são capazes de reduzir a incidência dessas mutações.

QUAIS SÃO OS ANTIOXIDANTES MAIS USADOS COMO FOTOPROTETOR ORAL?

Entre as substâncias antioxidantes mais usadas como fotoprotetor oral temos o Polypodium leucotomos, as vitaminas A, C e E, o ácido ferúlico, a luteína, o licopeno, a pirroloquinolina quinona, o picnogenol e o betacaroteno. Para cada paciente é selecionado um ou mais ativos conforme seus objetivos e características- por exemplo, o betacaroteno promove um bronzeado da pele mais bonito (mais natural e duradouro), porém não deve ser usado em pessoas com alterações na função hepática. A maneira de usar depende de cada composição e também é individualizada para cada paciente.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE FOTOPROTETOR TÓPICO E FOTOPROTETOR ORAL?

O fotoprotetor tradicional (tópico) atua criando uma barreira na pele contra a passagem dos raios ultravioletas. Podemos dizer que o fotoprotetor oral complementa este efeito, pois atua dentro do organismo combatendo os danos ao DNA causados pelos raios solares.

CUIDADOS NO USO DE FOTOPROTETORES ORAIS

Deve-se tomar cuidado ao usar fotoprotetores orais, acreditando que por serem substâncias naturais não trazem nenhum tipo de risco. Sempre existe a possibilidade de qualquer substância causar alergia ou irritações (hipersensibilidade) em algumas pessoas. Como dissemos, o betacaroteno não deve ser usado por pessoas com alterações da função hepática. Enfim, o uso dessas substâncias requer orientação e acompanhamento de profissional da saúde.

Sou Nanda Carvalho, farmacêutica e professora por vocação e apaixonada por aprender, conhecer, ensinar e informar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
error: O conteúdo está protegido !!